Será que a contabilidade de seu escritório está adequada?

Será que a contabilidade de seu escritório está adequada?

Será que a contabilidade de seu escritório está adequada?

Por Rosana Zorzete – Sócio na Z3 Consulting – Especialista no mercado Jurídico

Nossa experiência em gestão de escritórios de advocacia nos mostra o vício dos sócios em não se atentarem à contabilidade como deveriam. Essa atitude pode custar caro: crime fiscal, multas pesadas, recolhimento indevido de impostos, indisponibilidade dos bens dos sócios e administradores.

Muitas vezes por desconhecimento das exigências, ou até mesmo pela falta de orientação adequada, muitos escritórios não mantém a contabilidade de acordo com as normas e procedimentos exigidos por lei. Ora por desconsiderar a documentação relativa à transação operacional, ora por fazer negócios fora do objeto social, ora por misturar ou confundir bens particulares do sócio e da empresa, entre outros.

Tão importante quanto qualificação dos advogados, a contabilidade é o coração do escritório, onde ficam registrados todas as operações e ações. É necessário que a contabilidade seja transparente para atender devidamente as exigências fiscais, as obrigações acessórias, e que possa ser utilizada para a tomada de decisões gerencias. Para tanto é importante que a documentação suporte das operações sejam adequadas e válidas, as transações negociais devem estar dentro do objeto da empresa, que seja feita a correta escrituração fiscal, todas as contas devidamente conciliadas, elaborada planilhas de composição de saldo, a gestão rigorosa da folha de pagamento e que os impostos apurados e recolhidos adequadamente.

Um dos problemas mais recorrentes que encontramos nos escritórios, são os controles de despesas reembolsáveis e os critérios de distribuição de lucros. Sabemos que é grande o volume de despesas que são antecipadas pelos escritórios, para serem reembolsadas e cobradas posteriormente de seus clientes, e que na maioria das vezes não são adequadamente controladas e contabilizadas por falta de procedimentos, ocasionando perda financeira.

O critério adotado pelos escritórios para distribuição de lucros é outro ponto de grande importância, uma vez que é comum uma sociedade de advogados que possui vários sócios ou associados, com percentuais diversos. E com frequência nos deparamos com políticas de distribuição inadequadas, sem análise profunda de critérios, sem considerar em seu cálculo a margem operacional por produtos, entre outros. Mas trataremos esses assuntos com maior profundidade em nossos próximos artigos.

Este texto tem como objetivo mostrar a importância da contabilidade e finanças nos negócios da advocacia, não apenas para atender o fisco como também como instrumento de gestão, avaliação patrimonial e financeira.

A Z3 é especialista no mercado jurídico e ajuda você a fazer sua contabilidade de forma adequada e de acordo com as necessidades de seu negócio.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

mautic is open source marketing automation